terça-feira, 21 de setembro de 2010

Tá tudo bem

A diferença entre uma pessoa tranquila e uma pessoa ansiosa está nos olhos. Através de textos virtuais, nada se percebe com clareza. Às vezes, as palavras não são suficientes. Eu não consigo ler as pessoas. As pessoas não me lêem.

E quando perguntam se tá tudo bem? Eu respondo que sim. Tá tudo bem. Se eu fosse olhar com olhos medíocres, atribuiria isso a um mero costume que nos impulsiona a dar sempre as mesmas respostas. Mas prefiro acreditar que isso se chama fé. E é essa fé que me dá paz pra responder que sim. Tá tudo bem.

"Ora, a fé é o firme fundamento
das coisas que se esperam,
e a prova das coisas que se não vêem."
[Hebreus 11.1]

6 comentários:

Cinthia disse...

.' vejamos..
cada pessoa tem um mundo dentro de si onde existem varias diferencas, que muitas vezes nao conseguimos nota-las, como um segredo onde se esconde aquilo que eh inseguro.
Tudo bem: uma questao de opniao, talvez algo costumeiro mas onde muitos nao conseguem ver o que esta nas entrelinhas e onde cada um pode tirar conclusoes. E a conclusao da Anna eh q ta tuuudo bem mesmo com o mundo nao girando em favor, questao sim de fé.

consegui te entender, puLu? o/

Izau Melo † disse...

Precisava sim ser o primeiro a comentar esse texto, talvez o primeiro a ler.
Como é de costume, mais uma vez suas palavras me incomodam pela terrível coincidência com a minha realidade, olho para as palavras, o conjunto de aforismos que estruturam e sobrecarregam de verdades o pequeno texto, me fazem sentir a tua superioridade, apesar de contrariar as suas idéias, eu já estive com você, te olhei nos olhos e consigo ler você através dessas palavras, da mesma forma que você me lê por meio das minhas, tudo bem que eu sou bem mais explícito que você, dou minha cara a tapa a cada texto e você se esconde, se esquiva...
Ainda sonho com o tempo que estarei inerente aos teus pensamentos, quando as tuas linhas falarem de mim, não apenas pela coincidência verossímil que há entre os nossos mundos, sendo que o seu comparado ao meu é um paraíso.
Sonho em te ver psicóloga, quando me compreender seja a tua tese para um doutorado, eu sou apenas mais um ser que escreve, dentre milhões de outros, mas uma coisa eu cheguei a conclusão, a minha complexidade vale bem mais do que eu.

A Roubadora de Estrelas disse...

...e a verdade é que nem sempre quem pergunta se tu tás bem, realmente, espera uma resposta.
Mas acho que a sociedade convencionou uma única resposta. É senso comum, minha cara! Mas não façamos parte desse contexto eternamente. Volta e meia, quando me perguntam se eu estou bem, respondo cruelmente com um "não"! Gosto de ver reações...;D

Bjo!

Deyse disse...

Cinthia, conseguiu me entender tão bem :) Meupulu.


Pois é, Lu... As pessoas perguntam por costume, e a gente responde por costume também. Vou tentar dizer mais nãos agora. O que não vai ser difícil; eu digo "não" até pra "oi"... :P Beijos

Lia Araújo disse...

Persista na fé então.


Gostei do novo banner.

Beijos, Deyse!

O poder das palavras ® disse...

Que blog lindo *-*
Venho te convidar para participar do novo projeto: O poder das palavras .. !!
Precisamos de sua colaboração para que possamos começar as edições *-*
Venha participar !!!!!!!!
http://oopoderdaspalavras.blogspot.com/

Beijos e obrigado *-*
Contamos com sua presença !