quinta-feira, 15 de julho de 2010

...

_ :)
_ ...aí, eu num sei mais o que fazer. To esperando pra ver no que vai dar e... Deyse?
_ :) Oi?
_ Tu tava me ouvindo? E esse sorriso?
_ :) Que sorriso?
_ Esse sorriso aí na tua cara!
_ :) Num to sorrindo.
_ Tá sim.
_ :) Mas eu tava te ouvindo!
_ Hanram [com toda a desconfiança que essa palavra possa carregar].
_ :) Num é sorriso. É preocupação...
_ Hmm. Seeei. >D
_ :) Sério!


To me perguntando até agora se eu tava mesmo sorrindo ou fazendo careta. Acho que tava muito distraída pra saber. Nem sei. Como é que pode uma preocupação fazer isso com a gente?... Só que num é a preocupação que faz. É o motivo dela. Acho que tava preocupada e feliz. Não de esperança. Mas de saber que aquelas borboletas ainda continuam acordando pra dançar no meu estômago. E vou deixar que elas continuem bonitas até o último vôo. Deixar que a torta seja doce até o último pedaço.


P.S. Enquanto isso, vou deixando meus amigos no vácuo. Pobrezinhos.

2 comentários:

Lia Araújo disse...

Pobrezinhos....

É começando a pensar que borboletas competem com tartarugas na longevidade!

bjos
Que vc ainda tenha uma panapaná inteira!

Clara disse...

rsrss... adorei o diálogo e os :)

Eu sou muito distraída.. e quando estou pensando em algo assim também fico com a expressão do sentimento.

Te entendo! Já deixei muitos amigos no vácuo!