domingo, 18 de julho de 2010

Amor Perfeito

Não. Eu não ando procurando amor por aí.
Mas, estava eu, Deysinha, no site da Natura procurando a descrição de uma colônia chamada Amor Perfeito (que eu comprei e gosto muito, por sinal), quando percebi a ironia dessa busca. Tive que gravar isso. Porque isso é tudo que eu não procuro no momento. Eu não to em busca de um amor, seja ele perfeito ou não. Na verdade, eu não só não estou procurando, como também to me escondendo e correndo com medo disso. (Sei o que você tá pensando. "Que menina mal amada, tadinha..." Mas que seja!) E quando eu estiver procurando um amor, ele não precisará ser perfeito. Não existe amor que nasça perfeito. Aliás, a maioria dos amores já nasce falida. E os que vingam, geralmente, são os que se aperfeiçoam.



What are you looking for with red eyes?
[Switchfoot]

4 comentários:

Lia Araújo disse...

Segundo Aristóteles só seres perfeitos geram coisas perfeitas! Estamos fadados a sempre termos e criarmos coisas imperfeitas... desesperador, né?

Que menina mal amada, tadinha...[2]
Escrito pra mim!


Cuide-se, Deyse
E as borboletas?

Clara disse...

"Não existe amor que nasça perfeito. Aliás, a maioria dos amores já nasce falida. E os que vingam, geralmente, são os que se aperfeiçoam."

Você tem razão. E mesmo assim, não se tornam perfeitos. O melhor de tudo é essa falta de perfeição.

=)

jefhcardoso disse...

Gostei da sua definição de amor aperfeiçoado.
Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

Maldito disse...

Vai ver o conceito de amor em si já é uma instituição falida!