quinta-feira, 15 de setembro de 2011

"Meu vício agora é [ou deveria ser] o passar do tempo"


Queria dizer que não vou mais dramatizar, poetizar, lamentar. Mas não posso prometer nada. Não to em posição de fazer promessas. Se fizer, posso me trair depois e auto-traição é ainda pior do que dramatizar, poetizar e lamentar infinitamente como tenho feito. Queria dizer que sou forte, tenho peito de aço, e venci o amor no cansaço. Mas por enquanto vou sendo vencida por esse resto de Eros que me persegue, que por mais que eu corra por horas, sempre me alcança. Pudera, não sei e não gosto de me esconder como deveria. Vivo me decepcionando e, às vezes, me dando alguns orgulhos. Arranco uns suspiros de mim, uns sorrisos e até uns carões. Vivo devaneando sobre como desatar esses laços que, eu sei, vão se dissolver com o tempo. Só que o Futuro corre de mim mais do que eu corro de Eros. E eu sei que também não quero alcançar o Futuro agora. Nosso abraço ainda não encaixa. E, sabe, eu tenho essa mania insana de querer que tudo se encaixe perfeitamente. To muito mal acostumada.

"De agora em diante ficarei assim
Desedificante"

4 comentários:

Mima disse...

O Futuro é igual a Papai Noel - ele existe? Ele deve morar em algum lugar e a gente vive perseguindo ele, procurando encontrar com ele. Mas ele só manda recados pelo Presente. Misterioso e cheio de caprichos, o Futuro não abraça, não conversa, não dá sinais - mas ele é boa gente. É só um velho sábio que gosta de jogos de xadrez. O Presente, seu amigo, nem sempre fala, e, às vezes, fala mas não compreendemos sua língua - mas o fato é que o Futuro nos acompanha pelos olhos do Presente, que está sempre presente.

O grande encontro dos três senhores - Passado, Presente e Futuro - seríamos capazes de presenciar um dia? Quem sabe...

Geisson disse...

Curti o blog,

to seguindo, retribui??

abraços,
http://devilge.blogspot.com

Cacá - José Cláudio disse...

Deixar para trás, desgarrando do que se foi e ir construindo o presente com o que temos, isso pode dar num futuro admirável. Gostei demais, Deyse. Abraços. paz e bem.

Adriana Vargas disse...

Gostei muito de sua espontaneidade no texto!!!
Sou exatamente assim, como descreveu; você me decodificou...


Seguindo-te!
Conheça o Clube dos Novos Autores, e ganhe livros nos sorteios, basta apenas comentar.

Beijos querida.
CLUBE DOS NOVOS AUTORES.