quarta-feira, 1 de junho de 2011

Tudo [de] novo


Vem cá, menino, a gente tem uns sonhos pra consertar. Pra sonhar tudo outra vez. E eu aqui pensando que não dava mais pra sonhar, que essas asas quebradas não voariam tão cedo. Dois anos. Me disseram que levaria 2 anos pra passar. E eu ficava com raiva porque num era possível que um amor durasse tanto!

Nem passou, nem doeu mais. E cresceu aquele sentimento que eu chamava de monstro. Mas vem cá, menino, ainda temos que enfeitar esse monstro, deixa-lo mais maduro e mais bonito. Ainda faltam algumas tardes de sábado pra que eu volte a ter aquele velho brilho nos olhos, até eu deixar que as borboletas no estômago dancem de novo como costumavam dançar. Ainda temos uns passos pra reaprender, um caminho inteiro de chão pra colocar outra vez embaixo dos pés. E um horizonte do tamanho que nossos sonhos forem, e tão alto quanto nossas asas alcançarem.

Então é isso que chamam de estar em pleno vôo.

4 comentários:

Deyse disse...

Acho que comecei esse texto em fevereiro ou março. Daí agora dei uma lida, arrumei e resolvi postar. Não tá tão polido quanto eu gostaria mas, que seja.

Tenho sentimentos mais arrumados e bastante tempo pra arrumar os que ainda preciso polir. É o que importa.

:)

Jairo Felipe disse...

Ahh o amor...é bom ler o que vc escreve, vitamina D, sempre me motiva. Vc tem uma escrita que flerta com o clássico e a simplicidade, acho isso fantástico. Não eskece de mim ;**

Laís Araújo disse...

ha lindo o seu texto!!!

beijos

Lia Araújo disse...

Um monstro lindo de chocolate ( como diria a Pipa)...
Que ele cresça e seja como aqueles monstro de filmes de terror de continuação que nunca morrem...
enfeite-o.

bjo.