sábado, 21 de agosto de 2010

Adeus, adolescência. Oi, infância.

Acho que minha adolescência tá acabando. To com saudade dos meus pais, baba jan e mammy, que estão viajando. E, como eu me recuso a virar gente grande, acho que to voltando a ser criança hoje. E quero colo.
_ Oi, meu bem _ disse meu pai, via MSN, uns dias atrás.
_ Oi, baba ;D _ respondi.
_ Você quer um carneirinho? _ perguntou ele.
_ Oo' O que?
_ Um carneirinho.
_ Pai, pra que um carneirinho?
_ Pra encher seu coração. _ respondeu ele, insanamente, e continuou _Estou disponível.
_ Como é que um carneirinho vai encher meu coração, pai? Oo _ eu, confusa.
_ Tchau, meu bem. Papai te ama.

Que foi um diálogo insano, mas também foi tão fofo que eu decorei.
E lembrei ainda mais hoje.
Que vão dizer que é muito pessoal, mas que seja.
Hoje só vai ter post assim.

4 comentários:

Lia Araújo disse...

Parabéns, Deyse!
Não sou muito boa com felicitações!

Bem, não entendi nada do carneirinho, mas me lembrou o pequeno príncipe...

bjos
Que vc tenha n=dias maravilhosos

Deyse disse...

Eu também não entendi nada, Lia :) Mas amei.

Melanie Brown disse...

Poxa... Pois quando eu li, quase me derreto com tanta fofura... É mentira, né?! Acho que voce entendeu sim a mesnagem do teu pai... ;)

Clara disse...

Fofo, fofa.. =***

Acho que viro criança às vezes também.. e fico alternando com o fim da adolecência.

Vida adulta ainda não é uma realidade para mim.

bjoos